Desafios e perspectivas da comunicação do TRE-CE em um contexto de pandemia

A comunicação configurou-se, mais do que nunca, na maior ferramenta necessária, não somente para informar com transparência e efetividade, mas também para abraçar com sensibilidade e empatia as pessoas afetadas pelo coronavírus

#PraTodosVerem

Banner na horizontal com fundo cinza. No canto esquerdo, sobre uma figura bege...

A pandemia mostrou-se desafiadora também para a comunicação do Tribunal Regional Eleitoral do Ceará (TRE-CE). Era preciso pensar possibilidades para alcançar o público interno e externo do Tribunal, de modo acessível, direto e eficiente, em dias em que a proximidade só podia ser possível pela tela de um computador, tablet ou celular.

Com as servidoras e os servidores em teletrabalho; a Corte realizando as sessões de julgamento de forma remota e o eleitorado sempre à espera de informações, a comunicação configurou-se, mais do que nunca, na maior ferramenta necessária, não somente para informar com transparência e efetividade, mas também para abraçar com sensibilidade e empatia as pessoas afetadas pelo coronavírus.

A última matéria da série “1 ano de pandemia: a lição que fica para a Justiça Eleitoral” aborda os “Desafios e perspectivas da comunicação do TRE-CE em um contexto de pandemia”. O texto foi produzido com base em depoimentos de servidoras e servidores que atuaram obstinadamente na realização de reuniões, lives, encontros e demais eventos virtuais desde março de 2020. A notícia conta, ainda, com informações do Relatório de Gestão 2020.

Comunicação direta e eficiente

Para a assessora de Imprensa, Comunicação Social e Cerimonial do TRE, Aline Martins, “o período foi desafiador para a Justiça Eleitoral, que precisou desenvolver alternativas no sentido de fortalecer todos os canais de comunicação do Tribunal visando atualizar servidores, eleitores e a imprensa durante a pandemia. Ficou evidente a necessidade de estreitar ainda mais a proximidade com nossos diversos públicos".

De 17 de março de 2020 até o mesmo período em 2021, a Assessoria de Imprensa, Comunicação Social e Cerimonial produziu o total de 728 notícias para intranet e enviou 187 releases à imprensa. 

Instagram e Facebook

A conta do TRE-CE no Instagram alcançou, no último sábado, 1º/5, a marca de 30 mil seguidores e já conta com mais de 1.460 publicações. No Facebook, são 10.124 seguidores. O post de maior engajamento nas duas plataformas foi sobre a Nota Oficial, publicada em 19 de novembro de 2020, produzida pelo Tribunal para esclarecer a população sobre rumores de que as eleições seriam anuladas em alguns municípios do Ceará. A publicação obteve, no Facebook, um alcance de 96,3 mil e o total de 5 mil interações entre reações, comentários, compartilhamentos e cliques na publicação. No Instagram, a mesma postagem teve 21.565 contas alcançadas e 23.082 impressões, que diz respeito a quantas vezes uma mesma pessoa vê a publicação.

Essas métricas mostram quantas pessoas a Justiça Eleitoral pode alcançar com uma comunicação direta, clara, bem como com uma linguagem que gere conexão e proximidade com seu público-alvo. Ressalta-se que as redes sociais são importantes ferramentas, principalmente para disseminar conhecimento, eliminar fake news e gerar autoridade para a marca da Justiça Eleitoral.

No total, foram 706 posts nas redes sociais Instagram e Facebook publicados entre 17 de março de 2020 até a mesma data em 2021, sendo o mês de novembro de 2020 com o maior volume de publicações, totalizando 121 posts. A quantidade mais expressiva nesse mês explica-se pela realização das eleições municipais, que ocorreram nos dias 15 (1º turno) e 29 de novembro (2º turno). Foi preciso intensificar junto ao eleitorado esclarecimentos a respeito do processo de votação, da segurança da urna, bem como repassar, rotineiramente, orientações sanitárias para o dia das eleições.

Nas redes sociais, a Ascom proporcionou, ainda, campanhas empáticas para alcançar o público interno e fortalecê-lo durante os dias difíceis de luta contra o coronavírus. Destacam-se, no mês de setembro de 2020, posts com frases motivacionais por ocasião do Setembro Amarelo. Os posts diários buscavam melhorar a autoestima dos(as) servidores(as) e colaboradores(as) que estavam confinados(as) em casa e encorajá-los(as) a acreditar em dias melhores. Com essas publicações, o mês de setembro somou o total de 95 postagens, sendo o segundo mês com mais posts no período de 17 de março de 2020 a março de 2021.

TikTok e Reels

O TRE-CE também aderiu em 2020 à plataforma do TikTok e à ferramenta Reels do Instagram. Mesmo sendo ambientes caracterizados pelo humor e informalidade, a Justiça Eleitoral viu a possibilidade de trabalhar assuntos sérios e informativos nas plataformas, aumentando, assim, seu alcance, principalmente entre o público jovem.

Dentre os vídeos com mais visualizações, destacam-se, no TikTok, o vídeo produzido pela estagiária Joyce Oliveira sobre “o que não pode ocorrer no dia eleição”, que obteve 869 visualizações e 40 curtidas. No Reels, o vídeo sobre “o que levar no dia da eleição”, criado pela jornalista da Ascom, Mariane Lopes, atingiu 20,8 mil visualizações, 467 curtidas e 16 comentários.

Youtube

O canal do TRE-CE no YouTube tem quase 8 mil inscritos e, no período de 17 de março de 2020 a 17 de março de 2021, obteve 271,5 mil visualizações, com tempo de exibição mensurado em 50,2 mil. O vídeo mais visto no período foi o da Sessão virtual n°105, de 25 de novembro de 2020, que totalizou mais de 17 mil visualizações e cerca de 4,5 mil horas de exibição. Em segundo lugar, está o vídeo com o treinamento de mesários, com 14 mil visualizações.


Texto: Mariane Lopes, jornalista da ASCOM

 

#PraTodosVerem

Banner na horizontal com fundo cinza. No canto esquerdo, sobre uma figura bege, 3 fotos (ângulo frontal), dispostas na vertical. De cima para baixo: na primeira foto, imagem do presidente do TRE-CE, desembargador Haroldo Máximo; na segunda foto, card de fundo lilás com informações sobre uma das lives do projeto "EJE Convida" que são promovidas pela Escola Judiciária Eleitoral do Tribunal; e, na terceira foto, print da tela de uma das reuniões virtuais da Comissão de Participação Feminina com a imagem de algumas servidoras. No canto superior direito, a logo do TRE-CE. Abaixo, sobre uma tarja bege, “1 ano de pandemia: a lição que fica para a Justiça Eleitoral” e, em caixa alta e na cor verde, “Desafios e Perspectivas da Comunicação do TRE-CE em um contexto de pandemia".


Primeira sessão de julgamento virtual da história

Em 30 de março de 2020, o presidente do TRE-CE, desembargador Haroldo Máximo, reuniu-se com os(as) integrantes da Corte, para a realização da 23ª Sessão do Pleno, a primeira virtual da história do Regional com transmissão pelo canal do Tribunal no YouTube.

O plenário virtual durou cerca de 1h45, com o julgamento de recursos eleitorais em prestações de contas e embargos de declaração de processos físicos e eletrônicos. Magistrados(as) da Corte e advogados(as) participaram da sessão por meio do aplicativo Google Hangouts, plataforma de mensagens instantâneas e chat de vídeo.

O vídeo da primeira sessão obteve, no canal, o total de 102 visualizações e 1,4 mil impressões, que diz respeito à quantidade de vezes que as pessoas assistiram à miniatura do vídeo no Youtube.

Atualmente, o canal já soma 145 vídeos das sessões virtuais. Destaca-se a sessão do dia 11 de maio de 2020 que atingiu mais de 3 mil visualizações.

Reuniões virtuais: novas perspectivas

2020 foi o ano das eleições municipais e a Justiça Eleitoral precisou buscar alternativas para continuar trabalhando em prol de um pleito seguro para todos(as) magistrados(as), promotores(as) eleitorais, servidores(as), colaboradores(as), mesários(as), auxiliares de eleição e eleitores(as). As reuniões, que seriam realizadas presencialmente em um ano eleitoral comum, precisaram ser adaptadas para o meio virtual.

Os recursos tecnológicos nunca foram tão necessários e utilizados como nesse período. Apesar de algumas reuniões sobre os preparativos das eleições terem acontecido de forma presencial, seguindo os protocolos sanitários municipais e estaduais, a grande maioria dos eventos ocorreram em plataformas como Google Meet, Zoom, Teams e YouTube.

A Coordenadoria de Eleições realizou inúmeros encontros virtuais com os cartórios eleitorais, assim como com outras áreas diretamente interessadas, no esforço comum de superar as dificuldades impostas pelo distanciamento social. Destacam-se os eventos:

  • No intuito de planejar, discutir e acompanhar o desenvolvimento dos trabalhos de fiscalização da propaganda eleitoral, a Comissão de Fiscalização da Propaganda Eleitoral em Fortaleza, coordenada pela 118ª Zona Eleitoral, realizou encontros quinzenalmente;
  • As Reuniões Multidisciplinares foram realizadas em quatro dias, com oito turmas. Os(as) juízes(as) eleitorais e servidores(as) dos cartórios assistiram a apresentações sobre logística das eleições, urnas e procedimentos em sistemas, assim como sobre mesários(as), procedimentos do Convoca-e e convocação por WhatsApp;
  • Reunião virtual com juízes(as) presidentes das Juntas Eleitorais de municípios-termo, com  o  objetivo de repassar orientações relativas à condução dos trabalhos de apuração e totalização dos votos, assim como as alusivas ao exercício do poder de polícia por ocasião da véspera e do dia da votação;
  • Em 28 de setembro de 2020, a Corregedoria Regional Eleitoral do Ceará (CRE/TRE-CE), a Comissão Permanente de Segurança (CPS/TRE-CE) e a Polícia Militar do Ceará reuniram-se virtualmente para o lançamento da Cartilha digital, que apresentava ações norteadoras para atuação da polícia nas Eleições 2020.

Diplomação dos(as) Eleitos(as)

Pela primeira vez, a solenidade de diplomação dos(as) eleitos(as) de Fortaleza aconteceu de forma remota. Em 18 de dezembro, o evento aconteceu por meio da plataforma virtual e foi reproduzido no canal do Tribunal Regional Eleitoral do Ceará no Youtube.

A condução dos trabalhos ficou a cargo da juíza eleitoral da 117ª Zona e presidente da Junta Eleitoral responsável pela diplomação, Valeska Alves Alencar Rolim. O presidente do TRE-CE, desembargador Haroldo Correia de Oliveira Máximo, também participou do evento. Os(As) 43 vereadores(as), o prefeito e vice eleitos nas Eleições 2020 acompanharam a solenidade na sala de reunião virtual. 

Tradicionalmente, a entrega dos diplomas ocorre por meio de cerimônia pública, realizada de forma presencial, sendo convocados(as) os(as) eleitos(as) e os(as) suplentes até a terceira colocação.

Entretanto, em razão da pandemia, a Corregedoria Regional Eleitoral facultou aos(às) juízes(as) eleitorais a realização do ato de forma virtual ou híbrida, limitando-se o acesso físico apenas aos(às) candidatos(as) eleitos(as) e respeitando-se as regras sanitárias estabelecidas pelas autoridades municipais, estaduais e federais.

“Realizar uma diplomação na pandemia, sem dúvida, foi um grande desafio, principalmente por romper com a cultura, a logística e os padrões utilizados até então”, declara Mirna Chrispim, cerimonialista do TRE. Segundo a servidora, “foram necessárias adaptações, muito bom senso, novas tecnologias, visão de futuro e criatividade para manter a magnitude do maior e mais esperado evento do TRE, embora sem a presença física dos diplomandos, autoridades, familiares, eleitores, jornalistas e fotógrafos”.

Mirna destaca aspectos positivos como baixo custo, poucas contratações, celeridade e “uma imagem mais compatível com os novos tempos, ou seja, uma cerimônia pautada nos valores institucionais, os quais podem ser traduzidos em um trabalho técnico, sem excessos, dinâmico, de rápida resposta e praticamente sem ônus para os cofres públicos, ao mesmo tempo, sem perder sua importância e proximidade com as regras do cerimonial e protocolo público”.

Capacitação Virtual dos(as) mesários(as)

Outra etapa relevante do processo eleitoral é a da convocação e capacitação de mesários(as) e outros(as) convocados(as). Como parte das inúmeras inovações do pleito de 2020, a convocação eletrônica dos(as) colaboradores(as) foi ampliada, sendo possível por meio do aplicativo de mensagens WhatsApp.

A capacitação, por sua vez, também foi realizada principalmente no formato virtual, em plataforma EAD do TSE, que aumentou sua capacidade para atender à nova demanda. Para o Ceará, foram disponibilizadas 44.380 vagas, o suficiente para cada zona eleitoral treinar 2 dos 4 integrantes de cada mesa receptora de votos.

Para capacitar os(as) outros(as) mesários(as), bem como os(as) demais colaboradores(as), o TSE disponibilizou o treinamento também por meio do aplicativo Mesário, bem como por vídeos no YouTube.

O TRE-CE, por sua vez, adquiriu licenças de uso de plataformas digitais para viabilizar a realização de eventos virtuais. Também conseguiu aparelhos celulares para as zonas eleitorais, ampliando os canais de comunicação com eleitores(as), convocados(as) e outras partes interessadas. Além dessas modalidades de capacitação, as zonas eleitorais, sentindo a necessidade de complementar as informações repassadas para os(as) convocados(as), realizaram treinamentos virtuais utilizando as plataformas WhatsApp, Google Meet e YouTube.

Nesse sentido, destaca-se a iniciativa da 1ª Zona Eleitoral, de Fortaleza, que utilizou o canal do TRE no YouTube, para capacitar os(as) mesários(as) e ainda disponibilizou o treinamento para colaboradores(as) de outras zonas. O vídeo atingiu o quantitativo de 14 mil visualizações, chegando a um pico de 856 visualizações simultâneas, tendo um feedback bastante positivo. A condução da palestra ficou por conta do chefe de cartório da 1ºZE, Marcel Leonardo. Ele ressalta que, “mesmo diante de tantas novidades trazidas no ano de 2020, especialmente as dificuldades advindas com a pandemia da covid-19, tivemos que nos desdobrar para manter a aproximação com os eleitores convocados para as Eleições de 2020. Os Auxiliares de divulgação, delegados de prédio, mesários e os novos auxiliares de divulgação participaram de reuniões de esclarecimentos".

Marcel frisa, ainda, que “foi necessário procurar tecnologias disponíveis para verificar quais dessas ferramentas poderiam nos ajudar na aproximação com os mesários. Decidimos então utilizar o WhatsApp e o YouTube".

Por sua vez, a 28ª Zona Eleitoral, com sede em Juazeiro do Norte, utilizou o WhatsApp para encaminhar aos(às) mesários(às) vídeos complementares elaborados pela equipe da própria Zona, contendo orientações acerca dos procedimentos realizados no dia do pleito, além da publicação de vídeos no Instagram do cartório eleitoral. Excepcionalmente, entretanto, foram realizados treinamentos presenciais, com observância às medidas de segurança sanitária.

"Percebemos que esse contato direto com os mesários, por mensagens instantâneas e rápidas, trouxe um engajamento e um senso de participação maior”, afirma o servidor da 28ª ZE Saul Murilo Amorim Marcondes. Segundo o servidor, a abstenção de mesários, no dia da eleição, foi de 3% e, considerando o contexto de pandemia, “o engajamento deles foi acima do esperado. Atribuímos essa conquista a interação criada entre mesários e cartório eleitoral”.

Para Marcos Youji Minamii, idealizador do projeto da 28ªZE, "o conteúdo sendo produzido por servidores do cartório, conhecidos dos mesários, passou uma credibilidade maior do material e das situações reproduzidas nos vídeos. Colocamos nos vídeos exemplos retirados de experiências vividas pela equipe em outras eleições”.

O ano das Lives

As atividades virtuais transformaram a forma dos(as) servidores(as) e magistrados(as) reunirem-se, assim como impactaram na maneira de realização das suas palestras. O ano de 2020 foi o ano das lives para o TRE-CE.

Em 06 de março de 2020, tiveram início as palestras dos Estudos Preliminares tiveram início, com a exposição sobre Propaganda Eleitoral, ministrada pelo assessor jurídico da Presidência do TRE, Caio Guimarães, de forma presencial na Sala de Sessões. Devido à pandemia de covid-19, o evento teve continuidade no formato virtual, com transmissão exibida pelo canal institucional no Youtube.

A apresentação virtual inaugural ocorreu em 19 de maio do mesmo ano, com o tema “Visão Geral do Registro de Candidaturas”, ministrada pela secretária judiciária, Orleanes Cavalcanti, tendo a exposição durado cerca de uma hora, com picos de audiência de 360 acessos simultâneos, o que impulsionou as inscrições no canal, dobrando o número total de inscritos.

Seguiram-se, então, os estudos com diversas temáticas importantes, como: Pesquisas Eleitorais, Processamento das Representações e Pedidos de Direito de Resposta, Condutas vedadas aos agentes públicos nas campanhas eleitorais, Prestação de Contas, dentre outros.

O Projeto “EJE Convida” contou com lives no perfil do TRE no Instagram, tendo como objetivo a realização de ações de capacitação e promoção de cidadania e buscou qualificar e atualizar juízes(as), promotores(as) e servidores(as), por meio da discussão de temas atuais e relevantes para a difusão do conhecimento acerca do Direito Eleitoral e da Ciência Política. Todos os encontros realizados ao vivo foram gravados e estão disponíveis por tempo indeterminado no perfil institucional do TRE na rede social Instagram (@tre.ceara).

O X Ciclo de Debates, também sob o formato virtual no canal do TRE no YouTube, foi realizado durante o período de 17 a 21 de agosto de 2020 e teve o intuito de orientar e aperfeiçoar o corpo funcional desta Justiça Especializada. O evento ofertou vagas aos(às) juízes(as), aos(às) promotores(as) e aos(às) servidores(as) do Tribunal e contabilizou, ao todo, uma carga horária de 8 horas, com duração de 5 dias úteis, abordando assuntos atuais e relevantes do processo eleitoral, divididos em 4 painéis.

O projeto “Eleições em Foco”, idealizado pela Escola Judiciária Eleitoral do Tribunal, constituiu-se de encontros semanais, nos meses de setembro e outubro, em que foram abordadas temáticas relativas ao Direito e Processo Eleitoral, à Ciência Política, à cidadania, à educação política e a rotinas de trabalho, diretamente relacionadas às Eleições Municipais de 2020, com transmissão também pelo canal do TRE Ceará no Youtube.

Um dos encontros que também merece destaque é a palestra online em Media Training com o tema “Poder Judiciário e Mídias”, realizada pela Escola Judiciária Eleitoral (EJE) e pela a Assessoria de Imprensa, Comunicação Social e Cerimonial (ASCOM). O curso, realizado em 10 de agosto de 2020, foi ministrado pela assessora-chefe da Assessoria de Comunicação do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Mariana Araújo de Oliveira, que trouxe formas de lidar com a imprensa sob um ponto de vista diferente, devido à sua experiência como jornalista.


Por uma comunicação cada vez mais inclusiva

No mês de junho de 2020, foram celebrados os 10 anos da Resolução TRE-CE nº 401/2010, instituidora do Programa de Acessibilidade, que tem por objetivo a implementação gradual de medidas para a remoção de barreiras urbanísticas, arquitetônicas, nas comunicações e na informação, atitudinais e tecnológicas, a fim de promover o amplo e o irrestrito acesso de pessoas com deficiência ou com mobilidade reduzida aos espaços e serviços da Justiça Eleitoral no Ceará.

Durante a semana comemorativa do Programa, uma parceria entre a Comissão Permanente de Cidadania, Acessibilidade e Inclusão (CPCAI) e a Assessoria de Comunicação (ASCOM) resultou numa série com cinco matérias, para intranet e portal, e vídeos, no Youtube e redes sociais, com informações e depoimentos relevantes sobre o programa e a vivência de servidores(as) com deficiência.

Para Rivana Azevedo, integrante da CPCAI, “as lives e as demais iniciativas de comunicação que abordam os temas ligados à acessibilidade e à inclusão são muito importantes para o processo de sensibilização de magistrados, servidores e colaboradores da Justiça Eleitoral do Ceará, bem como para a disseminação de conhecimentos e de informações relevantes. Além disso, revelam para o público externo o comprometimento do TRE-CE com a garantia dos direitos das pessoas com deficiência e com a redução de barreiras”.

A mágica do #PraTodosVerem

A Assessoria de Imprensa, Comunicação Social e Cerimonial, acreditando na difusão do conhecimento e do reconhecimento dos direitos das pessoas com deficiência, iniciou, no mês de maio de 2020, a descrição da hashtag #PraTodosVerem nas notícias da intranet do Tribunal. O principal objetivo da ação tratou de minimizar as barreiras de comunicação e conceder acesso amplo e irrestrito a todos(as) os(as) servidores(as).

O projeto inicial só foi possível devido às contribuições do servidor da 13ª ZE, Elizon Vieira, que gentilmente orientou, e ainda orienta, a Assessoria a adequar as audiodescrições e a ressignificar o olhar sobre o paradigma da deficiência, ajudando a não nos limitarmos a percepções superficiais, mas sim a usar a empatia como principal ferramenta para uma transformação atitudinal.

Elizon Vieira descreve o que, para ele, foi “o ponto alto dessa história”: quando a servidora da Ascom, Viviane Mazulo, descreveu a logo do TRE-CE. Para o servidor, o momento foi mágico: “a cada palavra que eu ia ouvindo, a imagem ia se desenhando no meu cérebro. Achei aquilo tão incrível que agradeci a ela por ter realizado uma mágica, afinal ela acabava de ter transportado a imagem para dentro da minha mente”.


Últimas notícias postadas

Recentes