Setembro Amarelo: TRE-CE realiza workshop sobre saúde mental e prevenção ao suicídio

O evento contou com relatos profissionais e pessoais sobre o tema

A imagem é um registro fotográfico. Nela, há, no primeiro plano, diversas cadeiras brancas distr...
Workshop sobre Setembro Amarelo reuniu magistrados(as), servidores(as) e estagiários(as) do TRE-CE

O Tribunal Regional Eleitoral do Ceará (TRE-CE) realizou, na manhã desta terça-feira (19), o workshop Setembro Amarelo, na sede do órgão. O momento reuniu magistrados(as), servidores(as) e estagiários(as) do TRE-CE

Inicialmente, o diretor geral, Pedro Bruno Trigueiro, deu as boas-vindas aos(às) servidores(as) presentes, destacando, em sua fala, que “o ser humano, além do bem-estar físico, necessita do equilíbrio mental e espiritual”. O médico e servidor Carlos Eduardo Batista, lotado na ASAUD, parabenizou toda a equipe pela organização do evento, fazendo também considerações sobre o Setembro Amarelo, referindo-se ao fato que o originou, nos Estados Unidos, em 1994, quando o jovem Mike Emme, de 17 anos, que restaurara um automóvel Mustang ano 1968, pintando-o de amarelo, cometeu suicídio.

Em seguida, a empresária Patrícia Lobão Telles, psicóloga em formação, relatou aos presentes sua luta contra a depressão e seu processo de superação do problema com a ajuda de terapia, do acompanhamento com antidepressivos e, principalmente, do apoio dos familiares. Patrícia contou que decidiu ver o mundo com outros olhos. “Todos nós somos como um copo, que pode ficar cheio de coisas boas, mas também de coisas más, e que vai transbordar”, destacou. Disse ainda que “pegar na mão, um abraço, o ‘olho no olho’, atenção, ouvir o outro é fundamental” no processo de auxiliar quem precisa de ajuda.

Logo depois, o médico psiquiatra Carlos Celso Serra Azul, do Hospital de Saúde Mental Professor Frota Pinto, situado no bairro Messejana, fez breve explanação sobre a problemática do suicídio. “O comportamento suicida é multifatorial, muitas vezes associado a comorbidades, como a dependência química”, observou. O médico disse ainda que há fatores protetores contra o suicídio, como a estabilidade socioeconômica e a prática de hobbies , que funcionam como válvulas de escape, motivando positivamente o indivíduo. Relatou ainda sobre o atendimento disponibilizado no Hospital de Saúde Mental, o único da rede pública estadual que dispõe de uma emergência aos que tentam o suicídio. 

Por fim, o atleta Felipe Ribeiro, reconhecido por sua carreira no basquetebol brasileiro, falou sobre as dificuldades que enfrentou no início de sua carreira, ainda na adolescência. “Todo sucesso acontece depois de muitos fracassos. Eu, quando jovem, era fraco, desengonçado, mas mantive meu sonho”, afirmou, acrescentando que jamais deixou de perseguir seus objetivos. “Não há nada fácil. Tudo é muito difícil nesta vida. Abrir a mente é fundamental para mudarmos nossa história. Coloque-se na primeira pessoa. Lute, batalhe”, concluiu.

#PraTodoMundoVer

A imagem é um registro fotográfico. Nela, há, no primeiro plano, diversas cadeiras brancas distribuídas por uma sala, com servidores do TRE-CE sobre elas. No segundo plano, à esquerda, a intérprete de libras está à frente de um fundo verde redondo e diante de uma Ring Light. À direita, há uma parede coberta por diversas logos do TRE-CE enfileiradas em fundos azuis e brancos. Próximo ao painel, um homem está em pé, de blusa rosa, segurando um microfone.

ícone mapa

Endereço e telefones do tribunal

Rua Dr. Pontes Neto 800 - Eng. Luciano Cavalcante - Fortaleza/CE - CEP 60813-600 - Tel: (85) 3453-3500
Ícone Protocolo Administrativo

Disque Eleitor: 148

Ícone horário de funcionamento dos protocolos

Horário de funcionamento:
Segunda a sexta das 8h às 14h.

Acesso rápido