TRE-CE Solidário: confira as ações desenvolvidas pela CUFA nas periferias

Nesta terça-feira, 21/7, foi realizada a entrega das doações na favela da Babilônia, no Passaré

TRE-CE Solidário: confira as ações desenvolvidas pela CUFA nas periferias

Com ações voltadas para educação, esportes e empreendedorismo, a CUFA atua há 20 anos nas favelas e já impactou a vida de mais de três milhões de pessoas.

Quem mora na periferia precisa lidar com algumas dificuldades diárias, como educação e saúde precárias, falta de segurança e saneamento básico. Com o propósito de desenvolver ações que melhorem a qualidade de vida dos moradores das comunidades, surgiu a Central Única das Favelas (CUFA). Hoje, a instituição funciona em 26 estados e no Distrito Federal, e em 17 países.

Segundo Preto Zezé, presidente global da CUFA, a entidade possui uma agenda positiva nos territórios, com foco em ações de desenvolvimento econômicos, atividades esportivas, formação de educação e empreendedorismo. Com a pandemia, a CUFA precisou mudar um pouco a rotina para conseguir atender às necessidades das comunidades.

“Transformamos nossos espaços em centros de logísticas para distribuição baseada em três eixos: alimentação, que é o mais básico, material de higiene e de limpeza”, afirma. Além disso, Preto Zezé pontua que existe a arrecadação de recursos financeiros para fazer processos de transferência de renda para ajudar principalmente as mães solteiras.

O presidente destaca, ainda, que na pandemia, as mães solteiras são as mais prejudicadas. “Apesar do contágio ser democrático, nós estamos até no mesmo temporal, mas não estamos no mesmo barco. Então, a gente tenta levar com essa transferência recursos financeiros que se chama ‘Vale Mãe’ para essas mulheres que estão precisando de ajuda”, pontua.

Solidariedade em ação

Nesta terça-feira, 21/7, foi realizada a entrega das doações na favela da Babilônia, no bairro do Passaré. As próximas cestas básicas serão doadas, ainda nesta semana, para as comunidades da Rosalina e do Jangurussu.

A doação do TRE-CE à instituição foi muito bem-vinda. “Nesse momento que chega essa doação do TRE-CE, dos juízes, promotores e servidores, é uma prova de que a gente pode fazer a solidariedade ser mais contagiosa do que o vírus, então muito obrigado. A gente precisa estar sempre prontos para ajudar quem é mais vulnerável.”

A CUFA, segundo Preto Zezé, já atingiu a marca de três milhões e meio de pessoas atendidas e de 111 milhões de reais distribuídas entre recursos financeiros, material de limpeza e material de alimentação. “Caminhamos agora para outras movimentações, já que a CUFA não surgiu só para a época do covid-19. Nós já estamos na favela há muito tempo desenvolvendo vários tipos de outras atividades.”

Doações

Para mais informações sobre a instituição, acesse o site: www.cufa.org.br/index.php.

Para doações, seguem os dados bancários:

CENTRAL ÚNICA DAS FAVELAS DO RIO DE JANEIRO
CNPJ :06.052.228/0001-01
Bradesco - 237
Ag: 0087
C/C: 3582-3
Itaú - 341
Ag: 0402
C/C: 17369-4

TRE Solidário

O TRE Solidário é uma campanha de voluntariado que surgiu por iniciativa da Ouvidoria do tribunal, com o propósito de alcançar famílias carentes durante a pandemia. O projeto busca sensibilizar servidores, magistrados e promotores a compartilharem doações para essas famílias. A campanha continua realizando ações de solidariedade junto às comunidades vulneráveis durante a quarentena.

 

Texto: Joyce Oliveira, estagiária da ASCOM

 

#PraTodosVerem Imagem na horizontal, mostrando o momento que uma mulher vestindo blusa rosa e usando óculos de grau e máscara com flores azuis, recebe uma cesta de alimentos e produtos de limpeza de um homem vestido com uma blusa azul-marinho de mangas compridas. Na blusa do homem, está escrito CUFA CONTRAOVÍRUS, em caixa alta, na cor branca. Ele usa óculos escuros, uma máscara branca e luvas pretas. Atrás dele, desfocado, um caminhão, com as portas traseiras abertas, e um outro homem retirando cestas de dentro. No canto inferior direito da imagem, dentro de um retângulo azul, o título TRE Solidário, em letra cursiva, na cor azul-marinho. Abaixo, o nome Central Única das Favelas (Cufa), também na cor azul-marinho.

Últimas notícias postadas

Recentes