Corregedor do TRE-CE participa do Fórum Nacional das Corregedorias

O corregedor do Tribunal Regional Eleitoral do Ceará, desembargador Inácio de Alencar Cortez Neto, participa, nesta quarta e quinta-feira, 26 e 27/6, do 1º Fórum Nacional das Corregedorias – Fonacor

TRE-CE fórum corregedorias CNJ

O corregedor do Tribunal Regional Eleitoral do Ceará, desembargador Inácio de Alencar Cortez Neto, participa, nesta quarta e quinta-feira, 26 e 27/6, do 1º Fórum Nacional das Corregedorias – Fonacor, promovido pela Corregedoria Nacional de Justiça. O evento, que acontece no auditório do Conselho da Justiça Federal - CJF, tem o objetivo de promover a discussão e a apresentação de soluções e projetos para o enfrentamento dos desafios dos corregedores federais, eleitorais, trabalhistas, militares e estaduais ante a realidade atual do Poder Judiciário. O juiz auxiliar da Corregedoria, Rommel Moreira Conrado, a secretária da CRE, Cecília Arruda, e o coordenador de Assuntos Jurídicos e Correicionais, Carlos André Bezerra, também participam do evento.

Na ocasião, o presidente do Conselho Nacional de Justiça - CNJ e do Supremo Tribunal Federal - STF, ministro Dias Toffoli, proferiu a conferência magna de abertura, com o tema “O CNJ e os desafios do Poder Judiciário no Século XXI”.  Para ele, o evento, além da troca de experiências, também permitirá uma maior visibilidade do trabalho das corregedorias, tanto na questão disciplinar, quanto administrativa. Dias Toffoli destacou, contudo, que o trabalho dos corregedores vai além da atividade disciplinar, uma vez que os corregedores também são protagonistas na gestão administrativa do Judiciário com o estabelecimento de critérios, metas de atuação na área de gestão dos magistrados e dos cartórios do país. 

O Corregedor Nacional de Justiça, ministro Humberto Martins também falou na abertura do evento. Ele destacou que “as corregedorias precisam ter uma administração participativa e moderna, aberta ao debate de ideias que possam trazer melhorias ao sistema de controle do Judiciário. Em outras palavras, na medida em que as corregedorias identificam os problemas e propõem as soluções, estão contribuindo para a gestão do Poder Judiciário”.“

Fizeram parte da mesa de abertura do Fonacor, além do Presidente do CNJ e do Corregedor Nacional de Justiça, o presidente do Superior Tribunal de Justiça - STJ, ministro João Otávio de Noronha; o presidente do Tribunal Superior do Trabalho - TST, ministro João Batista Brito Pereira; o vice-presidente do Superior Tribunal Militar, José Barroso Filho; a procuradora-geral da República, Raquel Dodge; o ex-presidente da República, José Sarney; o presidente do Tribunal de Contas da União, José Múcio; o presidente do Conselho Federal da OAB, Felipe Santa Cruz e o presidente do Instituto dos Advogados Brasileiros (IAB), Rita Cortez. 

Com informações do CNJ

Últimas notícias postadas

Recentes